Você já deve ter ouvido falar que a informação é o ativo mais valioso de um negócio.

Segundo o SEBRAE, grande parte das empresas que fecham as portas em seus primeiros anos possuem uma gestão ineficiente.

Os indicadores e as demonstrações de desempenho são fundamentais para a administração de qualquer organização. Por isso, é essencial que essas informações tenham qualidade para representar com clareza o momento da empresa e apoiar a decisão dos seus gestores.

Com informações precisas é possível definir com mais assertividade estratégias para o futuro e corrigir os erros do passado.

Os sistemas de gestão precisam fornecer essas informações com qualidade.

 

Mas, como podemos qualificar as informações?

Apesar da subjetividade do tema, o Comitê de Pronunciamentos Contábeis trata, por meio do CPC 00, as características de uma informação com qualidade.

O CPC 00 (R1) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro – divide as características qualitativas da informação em características fundamentais e características de melhoria.

São consideradas características fundamentais da informação:

  1. a) Relevância: Informações que possam fazer alguma diferença nas decisões do usuário da informação.

 

  1. b) Representação fidedigna: A informação deve ser completa, neutra e livre de erros.

Para o CPC 00 (R1), a informação livre de erros não significa que algo tenha que ser perfeitamente exato em todos os aspectos, mas significa que o método utilizado para a produção da informação está livre de omissão ou erros de procedimentos.

 

São consideradas características de melhoria da informação:

As características abaixo são consideradas de melhoria da informação simplesmente porque aperfeiçoam a utilização da informação que já é relevante e representada fidedignamente:

  1. a) Comparabilidade: Permite que os usuários da informação verifiquem semelhanças e diferenças entre itens. Ao contrário de outras características, a comparabilidade depende de mais de um item.

 

  1. b) Verificabilidade: Ajuda a assegurar que a informação representa com fidedignidade o fenômeno que se propõe a representar. Com ela, é possível que vários observadores olhem para a informação e possam chegar a um consenso.

 

  1. c) Tempestividade: A informação precisa estar disponível a tempo de influenciar a decisão. Informações muito antigas, geralmente, não possuem utilidade.

 

  1. d) Compreensibilidade: A informação deve ser apresentada com clareza para a melhor compreensão do usuário.

 

Mas por que há dificuldade em se obter informação de qualidade?

Por que muitas empresas possuem dificuldades para obter informações com essas características, ou seja, informação com qualidade?

Para responder a essa pergunta, devemos olhar para aqueles que podem ser vistos como os heróis ou os vilões dessa história: os sistemas de informação!

Os sistemas são indispensáveis para a gestão das organizações e fazem parte da rotina de profissionais de diversas áreas. São eles que fornecem as informações para que os gestores possam definir os caminhos a serem trilhados.

O ERP – Sistema Integrado de Gestão, por exemplo, armazena grande quantidade de dados, de diversas áreas da empresa que, processados, tornam-se informações para a tomada de decisão dos gestores.

Indicadores de vendas, financeiros, contábeis, da produção e outros diversos demonstrativos estratégicos são gerados com base nas movimentações realizadas no ERP. Por isso, é fundamental que todos os processos sejam corretamente realizados na ferramenta.

O ERP, além de realizar controles, atender exigências legais e ser um apoio para o dia a dia na organização, será também o responsável por fornecer informações para a tomada de decisão.

 

Dicas para a sua empresa

Se na sua empresa você possui dificuldades em gerar relatórios, indicadores ou demonstrações de qualquer natureza, aqui vão algumas dicas que podem contribuir para melhorar esse cenário:

  1. Verifique se os responsáveis pelas movimentações no sistema possuem pleno conhecimento da ferramenta. Um treinamento para a sua equipe poderá melhorar significativamente a qualidade das informações gerenciais;

 

  1. Mapeie todos os processos que impactam seus indicadores e que podem ser melhorados, reflita se esses processos estão estruturados no ERP. Controles paralelos, em planilhas por exemplo, podem dificultar a apresentação das informações;

 

  1. Tenha cuidado para que os lançamentos no sistema sejam realizados no mesmo momento em que ocorrem as movimentações na empresa.

 

Podemos afirmar, então, que para se obter uma informação com qualidade é fundamental que a origem dessa informação seja tratada com o máximo de cuidado.

Isso, sem dúvida, determinará se os indicadores e demonstrações utilizados pela sua empresa possuem qualidade ou não.

Para contar com um ERP de qualidade, um suporte de verdade e, assim, obter e tratar informações qualificadas e relevantes para o seu negócio, entre em contato conosco agora mesmo:

 

https://forbiz.com.br/sistema-de-gestao-empresarial-erp/

E-mail: contato@forbiz.com.br
Telefone: (41) 4042-1026
WhatsApp: (41) 98785-2796

Por: Lucas Menezes