O ERP pode ser o solucionador de muitos gargalos organizacionais.

É a sigla em inglês para Enterprise Resource Planning, que poderia ser traduzido para o português como “planejamento dos recursos da empresa”. Porém, aqui no Brasil, ele é mais conhecido como “Sistema de Gestão Empresarial”.

Trata-se de um sistema que permite o controle total do negócio em um único lugar e em tempo real, independentemente do tamanho da empresa.

Para saber como implementar o ERP de forma correta, primeiramente é preciso entender por que ele faz a diferença na empresa e quais as vantagens que ele traz.

Vamos lá!

Por que implementar um ERP?

Sua empresa já perdeu alguma oportunidade ou realizou alguma entrega aquém do esperado por dificuldade de acesso a informações ou falta de integração entre os setores?

Isso, somado ao caos interno que esses gargalos geram, são os maiores motivos que levam as empresas a procurar pela implementação de um ERP.

Nesse sentido, alguns pontos podem ser fundamentais para ajudar as empresas a identificar essa necessidade, como:

  • As pessoas conseguem encontrar as informações que precisam de forma rápida e atualizada? Ou se faz necessário marcar reuniões, entrar em contato com vários colegas, etc.?

 

  • Existe controle sobre a situação financeira da organização? É possível verificar, de forma simples e clara, tudo o que a empresa tem a pagar e a receber, e quando? As compras e as vendas são adequadamente planejadas?

 

  • Os compromissos que a empresa assume são honrados? Ou seja, a capacidade de produção acompanha as vendas realizadas? Os prazos de entrega (e as entregas propriamente ditas) estão de acordo com o que foi prometido ao cliente?

 

  • Existe controle sobre o estoque? Existe conhecimento sobre os produtos que estão sem giro, sobre a quantidade de produtos em estoque, sobre a necessidade (ou não) de repor as mercadorias?

Se você “titubeou” para responder alguma dessas perguntas, talvez esteja na hora de considerar a implementação de um bom ERP para turbinar a gestão do seu negócio.

Leia também: Entenda qual é a importância do ERP nas empresas

 

Principais vantagens de implementar um ERP

O ERP ajuda sua empresa a:

Integrar e unificar todos os dados

Esse é um dos principais benefícios do ERP. Ele funciona como uma grande base de dados centralizada. Assim, a partir do momento em que as informações são inseridas no sistema, tornam-se acessíveis para todas as partes interessadas. Sem problemas de duplicação de dados, sem problemas de desatualização… sem problemas!

 

Acessar, inserir e atualizar as informações em tempo real

As informações inseridas no sistema são atualizadas e podem ser acessadas a qualquer hora, de qualquer lugar (o que facilita muito para quem está trabalhando em regime home office, por exemplo). O mesmo vale para a inserção dos dados, já que o sistema pode ser atualizado em tempo real.

 

Aprimorar capacidade de análise e tomada de decisão

Como os dados de toda a operação ficam integrados em uma única solução, os relatórios gerados são mais completos e confiáveis, o que permite uma análise mais aprofundada e, consequentemente, tomadas de decisão mais assertivas.

 

Definir responsabilidades facilmente

Como as informações de todas as áreas estão integradas em um lugar só e disponíveis para todos os interessados, fica fácil para cada colaborador acompanhar a demanda das tarefas, bem como priorizar as mesmas.

 

Fortalecer a cooperação

O ERP promove a transparência de informações entre as áreas, o que aumenta o senso de colaboração entre os colaboradores, além de permitir que eles entendam o panorama geral da empresa.

 

Ter total conhecimento e controle sobre os recursos da sua empresa

Caixa, matéria-prima, suprimentos, capacidade de produção… tudo sob o conhecimento e controle da gestão.

 

Honrar compromissos

Faça com que a sua capacidade de produção acompanhe as vendas realizadas, mudando rapidamente o planejamento para se adaptar à demanda.

 

Eliminar gargalos nos seus processos

Observando todos os processos da empresa através de um único sistema, fica mais fácil identificar os gargalos e eliminá-los, estabelecendo soluções mais eficientes.

 

Aumentar a produtividade (e a lucratividade)

O ERP melhora o modo de trabalhar da organização, além da aumentar a sua proficiência. Isso tem impacto direto no tempo necessário para a produção de um produto ou conclusão de um projeto. Com a redução desse tempo, mais tarefas conseguem ser finalizadas em um dia útil. Esse aumento de produtividade resulta também, é claro, em aumento de lucratividade.

 

Reduzir os custos

O ERP contribui para o aumento da eficiência do processo organizacional e, consequentemente, para a redução dos custos. Além disso, se antes deste sistema, a gestão era feita por meio de vários programas paralelos, a empresa certamente tinha custos elevados com a implementação e manutenção desses programas, bem como com o treinamento da equipe, para que pudesse estar apta a lidar com cada um deles.

 

Estar em compliance fiscal com a legislação brasileira

Um bom ERP se adapta continuamente à legislação brasileira, lançando atualizações no sistema. Dessa forma, sua empresa não precisa mais se preocupar com isso e estará em dia com a lei!

 

Trabalhar remotamente com a mesma eficácia

Os colaboradores podem se conectar ao sistema ERP dos seus próprios dispositivos. Dessa forma, ainda que trabalhando de casa, eles têm acesso às mesmas informações que teriam se estivessem no escritório, o que permite que a eficácia seja igual.

 

Gerir remotamente com a mesma eficácia

Com o ERP a gestão pode perfeitamente ser realizada de forma remota. É possível analisar dados, fluxos de trabalho e relatórios, bem como gerenciar custos inesperados e fechamentos financeiros. Dessa forma, é possível identificar e atuar sobre os gargalos, além de buscar alternativas para otimizar processos e aumentar a performance geral.

 

O passo a passo para a implementação

 

  1. Identificação dos problemas e objetivos

O primeiro passo para implementar um ERP é identificar exatamente quais problemas você quer resolver com ele e quais objetivos quer atingir.

Você pode, por exemplo, refletir sobre as perguntas apresentadas no início do texto, no item “por que implementar um ERP?”.

Tendo em mente seus principais gargalos organizacionais, bem como os resultados que deseja alcançar, vai ficar fácil definir quais funcionalidades do sistema vão fazer mais sentido para o seu negócio.

A leitura desse texto pode te ajudar: Dicas para escolher um bom ERP para sua empresa

 

  1. Análise do momento atual e das perspectivas para o futuro

O sistema ERP escolhido deve ser ideal para a situação atual da sua empresa. Mas não só isso! Ele deve acompanhar (e favorecer) o crescimento da empresa, garantindo escalabilidade.

Saiba mais sobre isso lendo o texto “O Sistema ERP que CRESCE com a sua empresa”.

 

  1. Planejamento e análise

Após definir os problemas a serem solucionados, os objetivos a serem atingidos, a situação atual e as perspectivas de crescimento, é hora de analisar as opções de ERP disponíveis no mercado e estudar suas funcionalidades, condições, possibilidades de customização, entre outros aspectos, a fim de garantir a solução ideal para o seu negócio.

 

  1. Envolvimento da equipe

A implementação do ERP interfere no trabalho de toda a empresa. Por isso, é importante que todos estejam envolvidos no que está acontecendo!

Mais do que isso! É importante que possam contribuir, que identifiquem quais são os gargalos da sua operação (que talvez possam ser solucionados pelo sistema), quais são as tarefas que eles mesmos acreditam que possam ser automatizadas, etc.

Para isso, pode-se montar um “comitê” com os representantes de cada setor, que ficam responsáveis por dar voz às ideias do seu departamento, a fim de adequar a solução da melhor maneira possível, a todos.

 

  1. Migração e adaptação organizacional

Escolhido o ERP ideal, é hora de migrar os dados para ele. Este é um ponto importante de atenção, pois é preciso que os dados inseridos no sistema sejam precisos e corretos. Caso contrário, toda a análise de dados ficará comprometida, e pode-se levar muito tempo para descobrir onde está o erro!
Também é preciso treinar a equipe para que os colaboradores estejam aptos a lidar com o novo sistema.

É importante que o treinamento inicial ocorra antes da migração, para que a rotina operacional não seja prejudicada.

 

  1. Suporte

A implementação de um ERP é algo contínuo, pois surgem oportunidades de melhoria identificadas pela empresa, novas atualizações (geralmente relacionadas à legislação), e possíveis entraves ou dificuldades de operar o sistema.

Em todos esses casos, é preciso contar com o suporte do fornecedor. Por isso, na hora de escolher o seu ERP, é fundamental levar em conta como funciona o sistema de suporte da empresa, horário de atendimento e a satisfação de clientes já atendidos por ela.

 

Por isso, é melhor você escolher quem garante qualidade e suporte de verdade!

 

Temos uma equipe de especialistas e um suporte reconhecido pelo alto nível de satisfação dos clientes!

Por isso, se você quer saber mais sobre o bem que o ERP pode fazer para a sua empresa, entre em contato conosco agora mesmo!

E-mail: contato@forbiz.com.br
Telefone: (41) 4042-1026
WhatsApp: (41) 98785-2796