Como será o trabalho pós-pandemia?

Há pouquíssimo tempo, o home office não fazia parte da realidade de muitas empresas brasileiras. Era considerado um luxo ou “coisa de freelancer”.

Porém, desde que a Organização Mundial da Saúde declarou a pandemia do novo coronavírus, as coisas mudaram e o trabalho remoto virou uma das principais alternativas que as empresas encontraram para manter a saúde dos seus colaboradores e a sobrevivência dos seus negócios.

Isso antecipou o futuro do trabalho. Mudanças que aconteceriam em anos estão acontecendo nas últimas semanas. E muitas dessas transformações não são passageiras, vieram para ficar.

Um levantamento realizado pelo ISE Business School (divulgado pelo Estadão), mostra que, passado o choque inicial da migração para o trabalho remoto, 80% dos gestores brasileiros gostaram da nova maneira de trabalhar. Eles apontam que a eficiência e a produtividade no trabalho aumentaram em 60%.

 

Nova realidade, novas competências

Claro que uma nova realidade exige o desenvolvimento de novas competências.

A principal competência que precisou ser desenvolvida neste período foi a resiliência, citada por 82% dos entrevistados pelo ISE. Logo após está a flexibilidade, mencionada por 81%.

Outras competências que se destacaram foram autodisciplina e confiança mútua, que implica na construção de relacionamentos interpessoais baseados na confiança, o que pode transformar (e fortalecer) a relação entre líderes e liderados.

“Se ainda era essencial para algumas pessoas essa questão do comando e controle, em que a presença física era sinônimo de produtividade, isso mudou”, destaca Cesar Bullara, diretor e professor do departamento de gestão de pessoas do ISE.

Os gestores estão aprendendo a focar mais nas tarefas e nas entregas, e não no tempo que as pessoas passam trabalhando – e estão vendo que isso funciona.

 

Home Office deve crescer 30% após a pandemia

É o que indica outra pesquisa, feita pelo professor André Miceli, da Fundação Getúlio Vargas (divulgada pela Suno Notícias). Ele acredita que o momento que estamos vivendo impactará drasticamente as culturas organizacionais, causando mudanças permanentes.

“O home office já se mostrou efetivo. Aliado a isso, você tira carros da rua, desafoga o transporte público, mobiliza a economia de outra forma. E você faz com que as pessoas tenham mais tempo para cuidar da saúde delas e que elas possam usufruir de coisas que lhe dão prazer sem que você tenha uma redução das entregas e do faturamento”, defendeu o professor em sua pesquisa.

 

Está em dúvida se vai manter o home office na sua empresa?

Levantamos 3 grandes contribuições que o trabalho remoto está agregando às organizações. Com essa modalidade de trabalho, as empresas estão:

 

Repensando o alinhamento organizacional

Seja dentro de uma área ou mesmo considerando uma empresa inteira, muitas vezes as pessoas consideram que estão alinhadas umas com as outras porque estão ali, juntas. Quando o trabalho é feito remotamente fica mais fácil de perceber que o alinhamento não é tão claro só por ser intencional. É preciso de ferramentas e processos claros para isso. E as empresas tendem a investir mais nisso de agora em diante.

 

Aumentando a diversidade

Não existem limites físicos para o trabalho remoto. Pessoas de outras cidades, estados ou até países podem fazer parte do quadro de funcionários e agregar muito à organização, além de expandir o alcance geográfico dos negócios.

 

Reduzindo custos

O CEO do Deutsche Bank, Christian Sewing, disse ao MarketWatch que a adaptação ao trabalho remoto e às videoconferências aumentaram a possibilidade de gastar menos com espaços em escritórios e viagens.

Se 60% dos seus funcionários conseguem trabalhar fora dos escritórios, e ainda assim continuar prestando um ótimo serviço para os clientes, o banco não deveria oferecer a eles a flexibilidade de trabalhar de casa, se assim o desejarem?

“E se for esse o caso, precisamos de tantos escritórios em centros urbanos caros?”, indagou Sewing.

 

Devemos esquecer o jeito como as coisas sempre foram feitas. Tudo está mudando. Pense no que é melhor para sua empresa e para seus colaboradores.

Se precisar de ajuda para estruturar o seu home office, conte com a Forbiz!

E-mail: contato@forbiz.com.br
Telefone: (41) 4042-1026
WhatsApp: (41) 99111-3111