Empresas que desejam ter ações estratégicas para melhorar seus resultados precisam acompanhar as tendências de mercado e saber como utilizá-las a seu favor.

Para auxiliar você, separamos neste artigo as principais tendências para os próximos anos. Todas elas têm o potencial de reinventar o seu negócio e aumentar os seus resultados.

Confira quais são, identifique as que podem fazer a diferença para a sua realidade e… mãos à obra!

 

Por que é importante acompanhar as tendências de mercado

Por que é importante acompanhar as tendências de mercado

Por que é importante acompanhar as tendências de mercado

Uma empresa que consegue acompanhar as tendências e usá-las a seu favor é capaz de identificar possibilidades de mudança, estar sempre à frente da sua concorrência, atender às necessidades e expectativas dos seus consumidores de forma eficaz, identificar oportunidades de melhoria em sua forma de operar e/ou em seu modelo de negócios, além de se preparar para lidar com possíveis ameaças de forma preventiva.

Estamos inseridos em uma realidade em que as transformações são constantes, e muito se deve ao avanço da tecnologia.

A transformação digital está mudando a forma como nos comportamos, como nos relacionamos, como trabalhamos… enfim, ela está causando mudanças profundas no que os seres humanos (entre eles, é claro, estão seus clientes reais e potenciais) esperam das empresas e dos produtos e serviços que adquirem das mesmas.

Podemos dizer que aqui estão os dois elementos-chave das tendências: pessoas e tecnologias.

Hoje, mais do que nunca, as empresas precisam exercitar a empatia pelos seus consumidores, procurar enxergar o mundo através dos olhos deles, levar a sério o exercício de se colocar em seu lugar.

Assim, conseguirão perceber a tempo que alterações podem fazer ou que novas soluções podem criar para agregar ainda mais valor e continuar se mantendo relevantes para o seu público. Afinal, a partir do momento em que as soluções da empresa se tornarem irrelevantes ou obsoletas, a organização será facilmente destruída pelo mercado.

A tecnologia, por sua vez, funciona como o combustível para que a empresa tenha plenas condições de gerar – e continuar gerando – valor.

Isso diz respeito tanto à entrega propriamente dita quanto à forma de operar e ao modelo de negócios da organização.

Acompanhar as inovações tecnológicas com criticidade, buscando analisar quais podem impactar o seu negócio, tanto positiva quanto negativamente, é a grande chave.

Em seu livro Transformação Digital, o autor David Rogers esclarece: “A única prevenção segura em um contexto de negócios em mutação é escolher o caminho da evolução constante, considerando todas as tecnologias como maneira de estender e melhorar a nossa proposta de valor aos clientes.

Em vez de esperar para adaptar-se quando a mudança se tornar questão de vida ou morte, as empresas devem concentrar-se em aproveitar as oportunidades emergentes, descartando as fontes de vantagem competitiva decadentes e adaptando-se desde logo para manter-se na dianteira da curva de mudança”.

 

Como identificar as tendências de mercado

A real necessidade de identificar as tendências de mercado é conseguir perceber as necessidades e oportunidades de mudança e, assim, agir rapidamente para se adequar a elas, antes que se tornem desafios urgentes, podendo ameaçar ou prejudicar a organização.

Para isso é necessário estudo, foco e curiosidade. Ser um estudioso e curioso do mercado, focando sempre nas oportunidades para sua empresa são as principais habilidades para conseguir identificar as tendências do mercado.

Assim, é importante sempre atualizar os conhecimentos para entender as transformações pelas quais a sociedade está passando e para analisar como a empresa pode se adequar para favorecer tais transformações.

É necessário estar sempre de olho no mercado, realizar estudos, análises, atualizar seus conhecimentos e acompanhar o que os principais especialistas do segmento trazem de novidade.

Analisar os concorrentes também pode ser uma excelente fonte de pesquisa, auxiliando na identificação de pontos positivos das empresas que são referências no setor.

Além disso, estudar o mercado e a sua empresa é o diferencial necessário para identificar as melhores oportunidades de negócio.

Philip Kotler, referência mundial em marketing, indica que existem três formas de comportamento que devem ser observadas: os modismos, as tendências e as megatendências.

Para Kotler, os modismos costumam ser imprevisíveis e passageiros. Já as tendências podem ser identificadas a partir de mudanças nos padrões de consumo ou de hábitos. As megatendências, por sua vez, são aquelas que podem se tornar realidade daqui a vários anos, ou seja, são aquelas cuja demanda ainda não está formada ou cujo hábito de consumo ainda não foi estabelecido.

Como as tendências são as que mais fazem parte da nossa realidade, são previsíveis e baseadas em dados e análises de mercado, é nelas que que os gestores devem se basear para criar e adaptar estratégias, garantindo a vantagem competitiva da organização.

Para facilitar o seu trabalho, nós separamos aqui 10 tendências de mercado para os próximos anos, para que você possa identificar quais delas podem fazer a diferença para a sua empresa.

 

Confira as principais tendências de mercado para os próximos anos

As tendências de mercado são capazes de mudar o rumo de sua empresa, podendo potencializar os seus resultados ou, em alguns casos, ameaçar a sustentabilidade da sua organização. Por isso, é fundamental conhecê-las, permanecer atento a elas e saber como usá-las a seu favor.

Confira abaixo as 10 principais tendências de mercado para os próximos anos.

 

1. ESG

ESG

ESG

Não é de hoje que a sustentabilidade é uma preocupação de negócios e uma preferência de consumidores conscientes. Como uma forma de especificar o “nível” de sustentabilidade de uma empresa, um termo está ganhando cada vez mais destaque: ESG.

Com ESG, em vez dessas ações permanecerem subjetivas ou serem de difícil mensuração, elas são segmentadas em três critérios principais: E (Environmental, ou ambiental, em português), S (Social) e G (Governance, ou Governança, em português).

Ou seja, as práticas de ESG visam aumentar a responsabilidade ambiental e social da empresa (o que inclui comunidade local, consumidores e colaboradores, bem como iniciativas de diversidade e inclusão), além de ter uma gestão ética e em conformidade com a legislação.

Uma pesquisa realizada pela MSCI, empresa financeira americana, revelou que 77% dos entrevistados fazem aplicações financeiras em empresas que realizam práticas ESG de forma significativa.

 

2. Anywhere office

Anywhere office

Anywhere office

O home office se tornou uma excelente alternativa para as empresas darem continuidade aos seus trabalhos, mesmo com a necessidade de isolamento social.

No entanto, apesar de ter sido adotado às pressas como uma solução emergencial, ele veio para ficar. Aliás, não só veio para ficar como já passou por uma evolução: o anywhere office.

Para facilitar o entendimento, basta pensar na tradução de ambos os termos. Home office significa “escritório em casa”, enquanto anywhere office quer dizer “escritório em qualquer lugar”.

Isso significa que o profissional pode realizar as suas atividades de qualquer lugar, não se limitando à sua casa ou ao escritório. Ele pode estar no campo, nas montanhas, na praia, em um coworking, em uma cafeteria… enfim, qualquer lugar pode ser o lugar perfeito para realizar seu trabalho.

Ou seja, não importa onde ou como será feito, importa apenas que seja entregue e com a máxima qualidade.

 

3. Diversidade

Diversidade

Diversidade

A diversidade é fundamental para este momento de retomada. Empresas que deixarem essa iniciativa em segundo plano podem perder oportunidades de inovar seus modelos de negócios e de fortalecer sua recuperação, de acordo com a McKinsey & Company.

A consultoria também indica que as empresas com alto nível de diversidade têm alta performance e mais chances de tomar decisões melhores e mais ousadas.

São capazes, por exemplo, de inovar radicalmente e antecipar mudanças nas necessidades do consumidor e nos padrões de consumo, além de serem mais propensas a formar equipes mais adaptáveis e eficazes.

 

4. Inteligência artificial

Inteligência artificial

Inteligência artificial

A inteligência artificial está e vai estar cada vez mais presente no dia a dia das organizações, trazendo praticidade, agilidade e eficiência.

A IA pode ampliar a visão dos processos organizacionais, facilitando a identificação de gargalos e a otimização das atividades.

Devido à automação, ela pode realizar algumas tarefas com mais qualidade do que se fossem executadas por seres humanos, além de facilitar e melhorar a tomada de decisão, e reduzir erros e custos.

 

5. Internet das coisas

Internet das coisas

Internet das coisas

A internet das coisas é fundamental para as empresas, pois permite uma visão e um acompanhamento em tempo real de absolutamente tudo: desde o funcionamento de seus sistemas e desempenho de máquinas, até a cadeia de suprimentos e operações de logística.

Trata-se de uma rede que conecta coisas e pessoas por meio do compartilhamento de dados.

Conectar todas essas “coisas” e adicionar sensores a elas faz com que se tornem inteligentes e consigam se comunicar em tempo real, compartilhando dados sobre a forma como são usadas e o ambiente ao seu redor.

Assim, a IoT pode identificar padrões, fazer recomendações e prever possíveis problemas, antes que aconteçam.

 

6. Cibersegurança

Cibersegurança

Cibersegurança

Com a ascensão do anywhere office, aumentaram os acessos às redes internas das empresas vindas de qualquer conexão. Ao mesmo passo, os ciberataques também cresceram, resultando na necessidade de se contar com recursos que sejam realmente seguros para poder realizar o tráfego de informações no ambiente digital.

Esse contexto somado à entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) está fazendo com que muitas empresas aumentem seus investimentos em cibersegurança.

 

7. Big Data e Data Analytics

Big Data e Data Analytics

Big Data e Data Analytics

A coleta, a organização e a análise de grandes quantidades de dados são grandes destaques da Indústria 4.0, principalmente quando tudo isso pode ser feito em tempo real. Essas tecnologias contribuem para a melhoria dos processos de produção, economia de energia e aumento de desempenho dos equipamentos e serviços.

A tendência é que cada vez mais dados sejam coletados, organizados e analisados, transformando-se, assim, em informações valiosas que contribuam para decisões cada vez mais ágeis e acertadas.

Os dados em nuvem, IoT e big data sendo utilizados em conjunto com a inteligência artificial poderão ser os principais recursos para potencializar os processos realizados em sua empresa.

 

8. Computação em nuvem

Computação em nuvem

Computação em nuvem

As empresas precisam cada vez mais integrar e compartilhar dados pela nuvem, cuja performance é otimizada pelo aumento da velocidade e capacidade de processamento.

Além disso, soluções em nuvem são flexíveis e escaláveis, podendo ter seu uso aumentado ou reduzido de acordo com as necessidades do negócio.

Elas proporcionam, ainda, muita facilidade de acesso, envio e gerenciamento de dados, além de garantirem mais segurança para as informações, tanto em termos de ciberataques, quanto desastres naturais, como incêndios, por exemplo.

Por fim, sabe-se que o investimento em computação em nuvem pode resultar em uma economia significativa em infraestrutura de TI.

 

9. Automação

Automacao

Automação

Automatizar processos é uma das melhores oportunidades para otimizar o tempo da sua equipe.

Contando com o auxílio das ferramentas adequadas, é possível delegar para “robôs” as atividades burocráticas, complexas e repetitivas, aumentando a produtividade do setor e de toda a empresa.

Em pesquisa realizada pela McKinsey, 67% das empresas já utilizam ao menos um processo de automação para favorecer seu negócio.

E a tendência é que essa porcentagem aumente, afinal, tudo o que puder ser automatizado deve ser automatizado, aconselha o Gartner.

 

10. Sistemas de gestão

Como aumentar suas vendas usando o ERP

Como aumentar suas vendas usando o ERP

Os sistemas de gestão contribuem enormemente para a vantagem competitiva das organizações, auxiliando, por exemplo, na implantação das práticas ESG, na redução da burocracia e na automatização de muitos processos.

O nosso sistema de gestão, por exemplo, ajuda a sua empresa a aproveitar muitas dessas tendências e a se conectar de vez com a transformação digital!

Tenha em mãos um ERP flexível, completo e integrado, capaz de atender às necessidades do seu negócio e potencializar os seus resultados!

Converse com um dos nossos especialistas para entender como o nosso ERP será o divisor de águas da sua empresa! Bem-vindo ao mundo da inovação, da otimização e da agilidade!

E-mail: contato@forbiz.com.br
Telefone: (41) 4042-1026
WhatsApp: (41) 98785-2796