Saiba mais sobre essa prática que facilita o processo de seleção dos melhores talentos.

 

Talent acquisition é uma estratégia que visa atrair (e reter) os melhores talentos do mercado e, assim, construir um time de alto desempenho, capaz de atender, inclusive, às necessidades futuras da organização.

Talvez esse seja o principal ponto que difere talent acquisition do recrutamento, o qual, por sua vez, está mais relacionado a atender necessidades imediatas de contratação, para preencher vagas que estão em aberto.

Saber distinguir corretamente esses dois conceitos e estratégias é essencial para captar melhores talentos e colaboradores mais produtivos para sua empresa.

Por isso, preparamos esse artigo para ajudar você a entender as principais diferenças entre recrutamento e aquisição de talentos, e por que a aquisição de talentos é tão importante.

Também vamos dar algumas dicas úteis para colocar em prática uma boa estratégia de talent acquisition. Confira!

 

Recrutamento X talent acquisition: quais as diferenças?

Para que as diferenças entre recrutamento e talent acquisition fiquem claras, vamos explicar cada um desses conceitos separadamente.

 

Talent acquisition

Basicamente, talent acquisition é uma estratégia contínua que visa identificar, atrair, integrar e reter os melhores talentos do mercado.

Isso significa que a empresa permanece constantemente em busca de profissionais que possam agregar alto valor e efetivamente fazer a diferença nos negócios.

Para isso, o talento precisa ter as competências e qualificações desejadas, além das soft skills e do alinhamento com a cultura, valores e clima organizacional.

Outra característica muito importante do talent acquisition é que ele tem um foco mais voltado ao futuro. Então, é comum que haja uma antecipação das necessidades futuras da empresa e, a partir disso, a busca por profissionais cujas habilidades ajudarão a suprir tais necessidades.

Também por isso, é comum que algumas contratações sejam feitas com base no potencial do profissional. Ou seja, pode ser que pessoas sem a experiência necessária – mas com muita disposição e potencial – sejam contratadas e passem por programas de capacitação e desenvolvimento para se tornarem líderes ou assumirem posições mais estratégicas.

 

Recrutamento

O recrutamento é um processo mais pontual, podendo ser considerado como um conjunto de táticas necessárias para preencher as vagas de emprego disponíveis.

Por esse motivo, o foco do recrutamento é um pouco mais imediatista, pois a empresa precisa de profissionais que já tenham as habilidades que já são necessárias para que seja possível preencher aquela vaga o quanto antes. Ou seja, não se trata de necessidades futuras, mas necessidades atuais, que precisam ser supridas rapidamente.

O recrutamento envolve todas as atividades tradicionais de contratação necessárias para preencher cargos em empresas, incluindo:

  • Captação de candidatos
  • Triagem de candidatos
  • Triagem de currículos
  • Entrevistas
  • Avaliação de cada candidato entrevistado
  • Contratação

Dessa maneira, o setor de RH passa a maior parte do tempo entrando em contato e interagindo com os candidatos e avaliando sua adequação a uma função específica na empresa.

Vale ressaltar, no entanto, que o recrutamento faz parte da estratégia de talent acquisition.

 

Por que a estratégia de talent acquisition é importante

O talent acquisition permite que você seja consciente em relação às suas futuras necessidades de contratação. Tal processo é essencial nas seguintes situações:

 

Contribui para o crescimento sustentável do negócio

Para que as empresas possam crescer de modo consistente e sustentável, precisam contar com as pessoas certas, que tenham e que sejam capazes de desenvolver as habilidades certas. Para não correr o risco de contratar as pessoas erradas, de estagnar ou de perder produtividade, é fundamental contar com uma estratégia bem desenhada de talent acquisition.

 

Destaca a empresa em relação à concorrência

Atrair e reter talentos é um grande desafio, principalmente quando se trata de profissionais altamente qualificados. Uma boa estratégia de talent acquisition ajuda a empresa a se destacar dos concorrentes e se tornar atrativa para esses profissionais.

Da mesma forma, uma equipe de alta performance ajuda a empresa a ganhar ainda mais vantagem competitiva e se destacar dos seus concorrentes, dessa vez se tornando atrativa para o mercado.

 

Prepara para cargos de liderança e posições estratégicas

O talent acquisition contrata com base também no potencial que a pessoa apresenta e em quanto valor pode agregar no futuro, não apenas no momento presente.

Assim, os talentos passam por programas de desenvolvimento e seguem um plano de carreira e sucessão bem estruturado, para que possam fazer cada vez mais a diferença para o negócio.

 

Aumenta sua oferta de candidatos

Uma estratégia de aquisição de talentos permite que você cresça e cultive seu pool de candidatos, criando um número maior de talentos para escolher quando chegar a hora de contratar.

 

Contrata profissionais que combinem com a cultura da empresa

Nada melhor do que um funcionário que combina com a cultura da empresa, não é mesmo? Com essa prática, tal combinação tem tudo para dar certo.

 

Diminui o tempo que leva uma contratação

Quando a estratégia é aplicada, você estará pronto para contratar! Quando bem feito, esse processo torna mais simples o trabalho de encontrar as pessoas certas para as vagas em aberto.

 

Como criar uma estratégia de talent acquisition?

Separamos aqui seis passos que você pode adotar para criar uma estratégia de talent acquisition. Veja:

 

Gerando interessados

Que tal começar gerando nas pessoas o interesse por trabalhar na empresa?

Você pode divulgar a instituição e a vaga nas redes sociais, eventos e convenções da empresa, assim como em grupos on-line (Whatsapp, Facebook, LinkedIn) onde os melhores talentos da área em questão estão. Lá, você pode interagir e conversar, construir relacionamentos e comunicar a oportunidade que está sendo oferecida.

Fazendo isso, você vai atrair um grande número de candidatos interessados com boas possibilidades de contratação.

 

Atração e retenção

Para atrair cada vez mais candidatos a sua empresa, é importante construir uma marca forte como empregadora e promover a cultura única que ela possui.

O bom relacionamento com candidatos também cria uma experiência positiva de forma geral. Para que essa estratégia seja eficiente, é importante também manter contato com aqueles candidatos que não são qualificados agora, mas podem ser no futuro.

 

Entrevistas e avaliações

A próxima fase são as entrevistas com os talentos, procurando conhecer melhor seu perfil comportamental e suas qualificações, além de identificar se existe o alinhamento de valores e fit cultural.

Procure perguntas que descubram a capacidade do candidato de resolver problemas, ser engenhoso e pensar fora da caixa. Você também pode avaliar os candidatos usando outras ferramentas como um teste de habilidades ou uma avaliação de personalidade.

 

Checando as referências

Muitos profissionais de RH pulam essa etapa, mas verificar as referências de um candidato pode te dar uma boa visão sobre a adequação do mesmo.

Valide sua escolha verificando as referências para ver se há alguma preocupação final ou impressão que você pode ter perdido ao longo do caminho. Se a referência concordar que o candidato tem o caráter e as qualificações que você procura, você está pronto para começar a fazer as propostas.

 

Seleção final

Após todas essas etapas, é chegado o momento da seleção final. É importante que esse processo seja o mais claro, descomplicado e transparente possível, e que a decisão seja tomada de forma conjunta com gestores e outros membros da equipe, afinal, o objetivo é que o novo talento realmente faça a diferença no desempenho e nos resultados da organização.

 

Contratação e onboarding

Não basta apenas contratar o novo talento. É preciso integrá-lo à equipe a à empresa como um todo.

Por isso, é fundamental contar com um processo bem estruturado de onboarding, que cuida do acolhimento e integração do novo colaborador, com o objetivo de familiarizá-lo e conectá-lo à cultura, valores, políticas e modo de operar da organização, além, é claro, de apresentá-lo a todos os detalhes referentes à sua nova função.

 

Dicas importantes para você criar uma boa estratégia de talent acquisition

Além dos passos acima, as estratégias citadas abaixo também podem te ajudar a ter sucesso na estratégia de talent acquisition.

 

Construa uma marca empregadora forte!

Uma marca forte pode ser sua maior força durante o processo de talent acquisition, portanto, certifique-se de que o site da sua empresa, os perfis nas mídias sociais (principalmente o LinkedIn) e a cultura organizacional falem não apenas com o público-alvo do seu produto/serviço, mas também com possíveis candidatos em busca de boas oportunidades no mercado.

Os trabalhos voltados ao branding são extremamente importantes para atrair a atenção dos melhores profissionais e fazê-los querer se candidatar.

 

Defina bem as suas necessidades

Pode parecer contraditório, mas quanto mais específico você for sobre o que procura nos possíveis candidatos e quais competências a empresa busca neles, mais sucesso terá ao encontrar exatamente o que precisa.

 

Crie um bom plano de carreira e sucessão

Essa estratégia de gestão realizada pelos profissionais de RH desenvolve e investe nos funcionários que já estão na empresa, em vez de apostar apenas em novos profissionais.

Criar um plano de carreira e sucessão é fundamental para fornecer ao colaborador uma perspectiva real de evolução profissional. É preciso identificar sua situação atual e o que definir o que ele precisa fazer para evoluir na sua jornada dentro da empresa.

É importante que as expectativas dele e da organização estejam alinhadas e que sejam considerados tanto as oportunidades de melhoria que aquele colaborador apresenta, quanto os pontos que o destacam profissionalmente.

 

Com esse artigo, esperamos que você tenha entendido bem o conceito e a importância de criar uma cultura de talent acquisition.

Siga as etapas e dicas citadas aqui, crie sua própria estratégia e prepare-se para construir um time de alto desempenho, com capacidade de adaptação e disposto a atingir os melhores resultados!