As palavras armazenagem e estocagem costumam causar certa confusão entre as pessoas. Até mesmo profissionais experientes da área da logística podem se confundir e empregar esses termos como sinônimos.

São dois conceitos diferentes. Mas, têm algo em comum: ambos necessitam de um bom planejamento para garantir que o espaço disponível seja utilizado da melhor maneira possível.

O uso da tecnologia, por exemplo, garante que os produtos sejam organizados da melhor maneira possível, otimizando espaço e fazendo com que sejam encontrados e separados com rapidez e eficiência.

Então, qual é a diferença entre gestão de estoque e armazenagem?

 

Diferenças entre gestão de estoque e armazenagem

A maneira mais fácil de entender a diferença entre gestão de estoque e armazenagem é pensar no estoque como itens a serem guardados, sejam eles matérias-primas, produtos semiacabados ou prontos para serem entregues ao consumidor final.

A armazenagem, por sua vez, pode ser compreendida como a estrutura que guarda todos os estoques de uma empresa. Ou seja, trata-se justamente de um armazém e de tudo o que acontece dentro dele, incluindo a estocagem.

 

Conceito de armazenagem

Como vimos, a armazenagem é um conceito mais amplo. Refere-se a tudo o que está e acontece dentro do armazém de uma empresa.

Ou seja, diz respeito a toda estrutura física necessária para o armazenamento, como o próprio galpão, com suas divisórias e coberturas, além de todo o maquinário, como empilhadeiras, paleteiras, carrinhos, e ferramentas tecnológicas, como computador e scanner.

Além da estrutura física, a armazenagem também engloba todas as etapas que acontecem desde a entrada até a saída dos produtos do armazém, incluindo recebimento e organização dos materiais, distribuição, estocagem, expedição e compras.

Ou seja, ela é fundamental para a logística de qualquer processo que envolva uma cadeia de abastecimento.

Por meio da gestão de armazenagem, cria-se um fluxo de itens e mercadorias a fim de garantir mais agilidade e otimização nas operações.

 

Conceito de estocagem

Enquanto a armazenagem envolve infraestruturas e processos (dentre os quais inclui-se a estocagem), o estoque, por sua vez, trata-se do armazenamento de materiais.

Esses materiais, como vimos, podem ser tanto matérias-primas, quanto produtos semiacabados ou prontos para distribuição e consumo.

A gestão de estoque tem o objetivo de controlar e organizar tais materiais, atentando-se aos prazos de validade (First Expired, First Out – primeiro produto que vence é o primeiro que sai), e à permanência no estoque (First in, First Out – primeiro produto que entra é o primeiro que sai ou Last In, First Out – último produto que entra é o primeiro que sai, sendo que está é uma técnica que só interessante para estoques com alto giro de produtos).

Dessa forma, podemos considerar que a gestão de estoque tem como função controlar os aspectos relacionados ao abastecimento das linhas de produção e à disponibilidade dos produtos à venda.

 

A armazenagem necessita de um cuidado maior

Com tudo o que vimos, podemos entender que o armazenamento envolve um conceito mais amplo e requer um cuidado mais acentuado, incluindo controle, cálculo, movimentação e estoque.

A gestão de armazenagem tem natureza dinâmica e envolve:

  • Recebimento, identificação, inspeção e separação dos itens;
  • Alocação dos materiais em local adequado;
  • Coleta e entrega para atendimento de pedidos;
  • Disponibilização de embalagem correta, quando necessário, para entrega ou distribuição ao sistema logístico;
  • Entrega do pedido e registro da operação.

Um sistema de armazenamento bem gerido garante mais velocidade nos processos, reduzindo custos e aumentando a produtividade da empresa.

 

Como um software pode ajudar a minha gestão de estoque e armazenagem

A gestão de estoque e armazenagem precisa ser feita com cautela e eficácia.

Embora as planilhas sejam usadas há muito tempo para realizar esse gerenciamento, a tecnologia oferece funções melhores, mais precisas e menos sujeitas a erros.

Contar com elas é uma forma de otimizar o tempo dos funcionários e aumentar a produtividade da empresa. Saiba mais sobre como a automatização pode melhorar o desempenho e os resultados do seu negócio, lendo este texto.

A utilização de recursos manuais aumenta a possibilidade de erros, o que pode afetar principalmente os cálculos relacionados à entrada e saída de produtos.

Isso pode ter um impacto negativo na gestão do negócio e no atendimento ao cliente, pois pode haver falta de materiais que atendam à demanda ou permaneçam por muito tempo na empresa.

Hoje, até mesmo as pequenas empresas percebem a importância de adquirir sistemas de informação para gerenciamento de materiais.

No caso do gerenciamento de estoque e armazenagem, essa necessidade se torna ainda mais evidente devido à necessidade de manter registros precisos.

Você deve considerar os materiais de estoque para determinar os custos envolvidos e estimar o preço de venda ao mercado consumidor.

Os níveis de estoque também afetarão sua capacidade de abastecer as linhas de produção e atender à demanda do consumidor.

Os principais benefícios de implementar um software para gestão de estoque e armazenagem são:

  • Otimização de processos e ganho de tempo;
  • Otimização de espaço utilizado no armazém;
  • Aumento da performance operacional e distribuição ativa de tarefas;
  • Evita os erros de separação e expedição;
  • Economia com equipamentos de movimentação;
  • Operações de logística automatizadas em tempo real;
  • Informações gerenciais e indicadores da operação on-line.

Você pode saber mais sobre como um software desses funciona e como ele pode ajudar na sua gestão, lendo este texto.

Estratégias para melhorar a gestão de estoque e armazenagem

O estoque afeta diretamente o fluxo de caixa e a estratégia de vendas.

E a gestão do armazém está ligada ao centro de logística e distribuição.

Portanto, a estratégia utilizada para cada processo é diferente.

Ao planejar o inventário, os empresários ou gestores precisam manter as seguintes questões em mente:

  • Qual produto vende mais?
  • Quais são as matérias-primas mais utilizadas no processo produtivo?
  • Quais itens são insubstituíveis e não podem ser perdidos em nenhuma circunstância?

Os gestores precisam lembrar que os produtos descontinuados são sinônimos de perda. Assim, é preciso escolher os itens de estoque com sabedoria.

Ao planejar o armazenamento, os profissionais devem considerar os sistemas que controlam o fluxo de mercadorias, documentam os produtos e otimizam os processos.

Armazenamento e logística têm impacto direto na produção, disponibilidade do produto e tempo de entrega.

Dessa forma, a estratégia usada para planejar o armazenamento deve considerar todos os equipamentos, processos, documentos, pessoal, uso do espaço físico e procedimentos necessários para organizar o estoque.

Confira mais dicas para melhorar a sua gestão de estoque e armazenagem, lendo este texto.

 

Melhore sua gestão de estoque e armazenagem agora mesmo!

Planejar a armazenagem e a estocagem de uma empresa é uma grande responsabilidade, já que ambas as gestões impactam diretamente tanto no resultado financeiro quanto no cumprimento de prazos pela empresa.

Entre em contato agora mesmo com um dos nossos especialistas e veja como podemos te ajudar a revolucionar a sua gestão de estoque e armazenagem:

https://forbiz.com.br/sistema-de-gestao-de-armazenagem-wms/

E-mail: contato@forbiz.com.br
Telefone: (41) 4042-1026
WhatsApp: (41) 98785-2796