Conhecida também pelo termo “liderança autoritária”, esse tipo de liderança é definido pelo controle de um único líder responsável pela tomada de decisão. Líderes autocráticos normalmente fazem escolhas com base em suas experiências e conhecimentos, sendo que raramente aceitam opiniões dos seus liderados.

Assim como acontece com os diferentes estilos de liderança que podem ser implementados para a gestão de equipes, a liderança autocrática também possui vantagens e desvantagens.

Mesmo sendo percebida de forma negativa por muitas pessoas, a liderança autocrática pode funcionar muito bem, desde que o líder responsável saiba como, quando e com quem utilizá-la.

A efetividade desse estilo de liderança pode depender de fatores como a situação, o tipo de tarefa em que o grupo está trabalhando e as características dos membros da equipe.

Entenda o que é liderança autocrática, conheças as principais características desse tipo de gestão e saiba quais são suas vantagens e desvantagens, continuando a leitura deste texto que preparamos para você.

 

O que é liderança autocrática?

A liderança autocrática é caracterizada principalmente pela centralização do poder de tomada de decisão em um único líder.

O líder autocrático até pode perguntar a opinião que seus liderados têm sobre determinado assunto, mas a decisão final sempre é de sua responsabilidade, independentemente de levar ou não em consideração o que foi dito.

Nesse estilo de liderança, o líder é parte fundamental do processo e está sempre muito presente para direcionar, orientar e supervisionar.

Dessa forma, quando o líder se ausenta a equipe pode ter uma queda perceptível no desempenho, justamente pela dependência que foi criada em relação ao líder.

Podemos dizer, ainda, que a liderança autocrática não abre muito espaço para criatividade e inovação. Os colaboradores devem apenas desempenhar o que foi designado pelo líder.

O que é liderança autocrática?

O que é liderança autocrática?

A liderança autocrática é ruim?

Ao lermos tudo isso, nossa tendência é pensar que a liderança autocrática é ruim. De fato, ela pode ser muito prejudicial se for utilizada com as pessoas erradas, na situação errada.

Porém, se pensarmos em profissionais de baixo nível de maturidade técnica e comportamental, esse estilo de liderança pode alcançar ótimos resultados, até eles ampliarem suas habilidades.

Você se lembra de quando falamos aqui sobre Liderança Situacional? Então, a liderança autocrática se assemelha ao estilo “determinar” da Liderança Situacional, em que o líder deve especificar claramente o que as pessoas devem fazer, fornecendo orientação e supervisão constantes.

O líder deve, ainda, focar mais no direcionamento em relação à tarefa e menos no relacionamento, para não causar a impressão de permissividade ou de tolerância ao baixo desempenho.

No entanto, se o líder permanece nesse estilo de liderança por muito tempo, pode acabar sabotando o desenvolvimento dos seus liderados, além de ser o maior causador da baixa satisfação que os mesmos podem apresentar.

Por isso, a liderança autocrática é importante sim, mas no momento certo e na medida certa.

Veja, a seguir, as principais características desse estilo de gestão.

 

Características da liderança autocrática

A liderança autocrática possui como principais características os fundamentos a seguir:

  • Permite pouca ou nenhuma influência de membros da equipe nas tomadas de decisão;
  • Os líderes possuem a liberdade de definir métodos e estratégias de produção;
  • A equipe executa o que é definido pelo líder e tem certa dependência dele;
  • O ambiente de trabalho tende a se tornar altamente estruturado e muito rígido;
  • A criatividade e o pensamento inovador dos liderados não são estimulados;
  • As regras são claramente delineadas, comunicadas e cumpridas.
  • A cultura e as políticas organizacionais são fortemente difundidas;
  • A busca pela eficiência é constante, visando redução de erros e aumento de qualidade.

Os líderes autocráticos contam com regras, políticas e procedimentos bem definidos para gerenciar todos os afazeres dos seus liderados. Para ser eficaz, o líder precisa ter alta expertise em sua área de atuação, pois é o responsável pelas decisões e estratégias adotadas.

Embora existam muitos estilos de liderança, escolher um estilo autocrático pode beneficiar você e sua equipe se os seus colaboradores exigirem uma direção clara e um acompanhamento acirrado para atender às necessidades do negócio.

 

Cuidados necessários para implementar a liderança autocrática

Os líderes devem ser cuidadosos ao optarem por liderar de forma autocrática, pois esse estilo de gestão tem o potencial de diminuir o bem-estar dos colaboradores.

No entanto, há momentos em que o estilo de liderança autocrático se torna uma excelente opção, como em tempos de incerteza, quando os profissionais estão inseguros em relação a suas metas e resultados, ou quando não têm a maturidade técnica e comportamental necessárias para atingir um bom desempenho.

Cabe ao líder identificar o contexto em que a liderança autocrática trará os melhores resultados à sua equipe. Para isso, ele precisa levar em consideração a complexidade da tarefa a ser executada, o perfil dos colaboradores envolvidos e a situação propriamente dita.

 

Quais são os benefícios da liderança autocrática?

Os principais benefícios da liderança autocrática estão relacionados à agilidade nas tomadas de decisão, além do maior direcionamento e eficiência da equipe. Confira:

 

A liderança autocrática torna as tomadas de decisão mais rápidas

Como as tomadas de decisão são centralizadas no líder autocrático, e como ele possui o conhecimento necessário, as tomadas de decisão se tornam muito mais ágeis, pois não são necessárias reuniões, consultas ou concordâncias.

 

A liderança autocrática fornece direção aos novos colaboradores

Profissionais recém-contratados podem se beneficiar muito da liderança autocrática, pois, a partir dela, vão receber o direcionamento necessário em relação às normas e políticas da empresa, aos objetivos gerais, e à execução do seu trabalho propriamente dito.

 

A liderança autocrática pode ser particularmente eficaz em crises ou situações estressantes

Quando a empresa está enfrentando uma crise, ou mesmo uma situação estressante, a liderança autocrática pode ser particularmente eficaz por dois motivos principais. O primeiro é porque como as decisões são centralizadas no líder, ele acaba servindo como um “escudo” para a equipe, que não sente com tanta intensidade todos os problemas que estão sendo enfrentados.

O segundo é porque, como os líderes autocráticos devem possuir um excelente know how, eles são capazes de tomar rapidamente decisões que podem fazer toda a diferença para a empresa, contribuindo para aliviar a crise ou situação de estresse em menos tempo.

Vale lembrar, inclusive, que esses momentos podem fazer com que líderes que não utilizam esse estilo de liderança optem por utilizá-lo, justamente para tomar as rédeas do negócio e conduzir a organização à segurança e prosperidade o mais rápido possível.

 

A liderança autocrática contribui para a especialização e produtividade das equipes

Como uma das características da liderança autocrática é a busca por eficiência, os processos de trabalho são bem definidos, o que faz com que os colaboradores se especializem em suas funções e otimizem cada vez mais o seu trabalho, o que contribui para a redução de erros, aumento de qualidade e, consequentemente, de produtividade.

 

Quais são as desvantagens da liderança autocrática?

Dependendo do contexto em que é inserida, a liderança autocrática pode trazer consequências negativas para os colaboradores. Além disso, existe o risco de que a liderança autocrática promova um ambiente organizacional tóxico que pode fazer mais mal do que bem.

 

Líderes autocráticos podem aumentar o estresse e diminuir a satisfação

Quando a liderança autocrática está fora de contexto, os colaboradores podem se sentir frustrados por não ter suas opiniões consideradas ou nem mesmo ouvidas.

Além disso, o excesso de controle e supervisão acaba desestimulando profissionais que já desenvolveram suas habilidades.

Tudo isso diminui a satisfação que os colaboradores sentem em relação ao trabalho e ainda contribui para elevar seu nível de estresse.

 

Líderes autocráticos podem aumentar a rotatividade dos colaboradores

As circunstâncias que falamos no item anterior podem servir de estopim para pedidos de demissão, aumentando o índice de rotatividade da empresa.

Somados a elas estão o fato de que líderes autocráticos podem gerar medo e ansiedade em seus colaboradores, além de fazê-los se sentir menos valorizados. Isso acontece especialmente porque dificilmente esses líderes reconhecerão ideias criativas e inovadoras.

Isso tudo, é claro, tem o potencial de aumentar a rotatividade dos colaboradores.

 

Líderes autocráticos podem criar um ambiente tóxico

Se a liderança autocrática for utilizada de maneira inadequada e acabar se “popularizando” entre as demais esferas de liderança da organização, corre-se o risco de se estar criando um ambiente extremamente hierárquico e rígido.

Isso pode descaracterizar a relação de poder na empresa e a sua cultura organizacional, criando um clima pesado e tóxico.

A organização pode, ainda, ter muita dificuldade para reverter a situação e transformar um ambiente de trabalho autocrático em um local mais democrático.

 

Principais recomendações sobre liderança autocrática

Para que a liderança autocrática seja realmente eficaz, lembre-se de sempre analisar o contexto, considerando a tarefa a ser executada, a maturidade dos profissionais envolvidos e a situação em que se encontram.

Profissionais inexperientes, recém-contratados ou de baixa maturidade técnica e comportamental podem ser muito beneficiados com a liderança autocrática, pois receberão o direcionamento e a supervisão de que necessitam.

Mas lembre-se que, se a liderança autocrática passar do ponto ou for aplicada às pessoas erradas e no momento errado, ela fará mais mal do que bem.

Então, esperamos que este texto ajude você a identificar a situação certa tanto para colocá-la em prática quanto para abrir mão dela e, assim, possa colher os melhores resultados e contribuir para o desenvolvimento e para a satisfação dos seus colaboradores!
Nós sabemos que a gestão de pessoas é a base e a causa do sucesso de qualquer organização. Por isso, colocamo-nos à disposição para ajudar a sua empresa nesse processo! Vamos conversar?

E-mail: contato@forbiz.com.br
Telefone: (41) 4042-1026
WhatsApp: (41) 98785-2796